Maria Radiante

Maria feminista (?) fora de horas

2 comentários

Os amigos de facebook da miss fabulosa que escreve aqui na Radiante (euzinha da silva!!!) já sabem que fui correr. Sim, sou um cliché, se não postar no facebook se calhar não conta como ter ido correr mesmo. E sim, só os amigos sabem (sou freak control, já sabem, o meu perfil pessoal é bastante restrito e até tremo quando alguém faz uma publicação e coloca lá o meu nome e descubro que o perfil dessa pessoa é 100% público… normalmente desmarco o meu nome… desculpem, não é por mal, é porque me para o cérebro a meio e eu acho que o mundo vai acabar…).

Adiante. Fui correr. Quero ir com a equipa daqui do condomínio à Army Race (no ano passado já fomos à Conquer Race e à Army Race) no mês que vem e a prova tem 8 km sendo que eu não corro por hábito e muito menos no tempo frio. Fui ao Maia shopping e voltei para casa, são cerca de 8 km e qualquer coisinha, ir e vir, estou preparada, portanto… é, o crossfit faz milagres.

Mas o cerne da questão prende-se com quem encontrei pelo caminho. Vi mais seis corredores no meu caminho.

Ao primeiro pensei “Fixe, não sou a única atrasada mental a fazer Milheirós-Maia Shopping.”; ao segundo pensei “Boa!!!”; ao terceiro percebi que era mais um homem, e ao quarto, e ao quinto, e ao sexto.

Tudo homens. E eu, a única gaja.

Não sou a maior fã de ir correr, mas há qualquer coisa de libertador de enfiar os phones nos ouvidos no máximo e ir. Gosto de correr sozinha, sem ninguém a chatear e gostar gostar mesmo, gosto de correr no mato, mas isso tenho medo de fazer sem ninguém. À falta de melhor, corro na estrada. Correr limpa-me o cérebro de todas as coisas que me atormentam. Sou demasiado introspectiva e vivo muito os problemas de quem me rodeia. Os meus problemas não me preocupam, eu sei que os consigo resolver, mas os outros, às vezes, deixam-me de rastos. Hoje foi um dia assim, com um monte de coisas que afetam quem me rodeia… Fui correr.

Como dizia, os meus problemas eu resolvo bastante bem, aliás, há muita gente que não sabe lidar comigo, precisamente, porque eu decido para mim, resolvo para mim, digo “não” e avanço.

Mas que raio tem isto a ver com ir correr? É, tudo. Ir correr, para mim é mais uma metáfora daquilo que só está reservado aos homens. São os melhores empresários, mesmo que isso implique uma esposa em casa que abdicou da carreira. São os melhores políticos, ainda que tenham de mentir em casa. São os maiores chefs, mas não cozinham para a família (e há maior ato de amor do que cozinhar para alguém???). São os melhores atletas, mas oprimem quem têm em casa pela força. Se uma miúda faz algo mais radical é apelidada de Maria-rapaz… E não há gajas a singrar nas engenharias a rodos… Deve ser porque menstruam uma vez por mês… Ui, bem, acho melhor editar esta última parte porque há homens a ler o meu blog e vão descobrir que as mulheres menstruam… Vou apagar. Só que não…

Sei, há muito boas exceções a estas regras todas (e ainda bem!!!).

Mas alguém me explica porque motivo, em mais de 8 km, não vi nem mais meia gaja que fosse a correr? Eu sei a resposta. Continuam a deixar que as oportunidades lhes sejam roubadas… Aliás, passei por umas quantas mulheres… carregadas de sacos e de filhos…

Os homens cuidam-se, arranjam sempre tempo para si. As mulheres não… arranjam sempre tempo é para os outros. E sabem, depois admiram-se que foram trocadas… por um alguém mais jovem, ou mais belo, ou mais inteligente ou mais independente… Eu sou feliz, mas só sou feliz porque trabalho mesmo muito para isso.

E não, não preciso que ninguém me troque o garrafão da água no escritório… e corro, para pôr as ideias em perspetiva… Pensem nisso e, miúdas, vão correr. Comecem já. E miúdos, ensinem as filhas a irem correr…

Estou cheia das camisolas da “fofinha” para as meninas e do “génio” para o menino… É continuar a permitir que daqui por 20 anos os meninos continuem a ficar com as posições de destaque… As meninas também são génios…

Advertisements

2 thoughts on “Maria feminista (?) fora de horas

  1. “Os homens cuidam-se, arranjam sempre tempo para si. As mulheres não… arranjam sempre tempo é para os outros.”
    Isto! Quando pensamos nos outros somos umas coitadas. E quando pensamos um pouco em nós próprias já somos umas horrorosas egoístas.

    Gostar

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s