Maria Radiante

Haul… ou não

Deixe um comentário

Pois que eu adoro saldos e/ou o ebay. Aliás, raras são as vezes que compro roupa fora destas alturas, dar o preço total por alguma coisa para mim é parar-me a respiração e como tal, guardo-me para os saldos para comprar básicos e reservo o ebay para duas ou três peças mais extravagantes da estação e que acabam por me custar muito pouco, pois prefiro gastar os meus euros em bons básicos que me durem anos do que naquela camisola néon que só poderei usar este ano e pouco mais. Mas o post não é sobre isto. Quer dizer, é, mais ou menos.

Eu tenho um grave problema que se chama “ficar-com-os-olhos-a-arder-de-cada-vez-que-vejo-atentados-bombistas-à-moda”. E isso acontece-me muito. Nos saldos.

Hoje fui ao cinema à uma da tarde – sim, à uma da tarde – e depois decidi dar uma voltinha pelos saldos – outra vez, sim – com o marido. Pois que começo logo por ver o fabuloso do crop top com leggins numa pessoa que não devia usar nem uma coisa nem outra, ou pelo menos só deveria usar leggins de boa qualidade, daquelas que deixam tudo apertadinho. Quanto ao crop top, se não são a Gisele, por favor, afastem-se dos ditos. Mostrar pele no shopping sem que se pareça uma barra de chocolate de definição não é bonito. Gente, admitamos, cada um é como é, não tentem ser quem não são. Eu pelo menos não tento e acho, que acima de tudo, nos devemos sentir bem com o que somos e vestir um top que mal tapa as maminhas deixando tudo à mostra não nos deixa sentir bem… digo eu…

Logo de seguida, vi um jovem a fazer uma figurinha triste. Sabem aquelas t-shirts que os senhores do rock gostam de usar, com as mangas cortadas em cavas profundas para mostrar os braços e o tronco dos lados? Pois, o jovem levava uma dessas –  completamente diy – preta, com uma cor de pêssego por baixo… Qual era o objetivo? Bem, o objetivo era não mostrar – a falta de – músculos.

E isto continuou… on and on… todo o tempo que lá estive. Eu comprei um casaco para o outono e umas botas para o inverno (tinha de ser, já não comprava sapatinhos há uns bons dois meses, as sabrinas não contam!). Mantive-me afastada dos néons que adoro. E sobretudo, mantive-me afastada das coisas que sei que não me ficam bem. Talvez, um dia, quando tiver na minha pele tudo o que gostaria, possa usar um crop top sem remorsos, até lá, fico-me pelas memórias da infância e pelos sapatinhos

Post scriptum: estou farta de melgas, estou totalmente ferrada e em sangue de coçar. Já não posso mais, isto é um “Sunday, bloody sunday” todos os dias.

Anúncios

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s