Maria Radiante

Falta menos de um mês

Deixe um comentário

… para um dia mais consumista que o de natal e com muito menos significado. Pois que está a chegar o dia dos namorados… E isso irrita-me. Há muito tempo. Não acho piada nenhuma a ursos de peluche (já tenho um, chama-se Smash e ladra), não morro por chocolates (e se os quiser, sei onde os comprar), sou alérgica ao pólen das florinhas (cá em casa só das artificiais ou, no mínimo, bem longe do meu quarto), sobram as prendas fúteis e muitas vezes mais caras que acabamos por comprar quando queremos e quando há euros e não de acordo com o calendário namoradístico oficial. Ir jantar fora num dia em que toda a gente está de bem com o mundo (quando nos restantes dias do ano passam as passas do Algarve…) e muitas vezes apenas a fazer de conta que são felizes é algo que me aborrece. Para mim há de ser sempre dia dos namorados uma semana antes, um mês depois, dois dias depois do meu aniversário (em julho), quando raio me apetecer. E ainda mais me irrita o zunzum das dúvidas existênciais do “Ai que eu não sei o que hei de dar ao meu namorado com quem partilho uma vida há cinco minutos!”.

Sou cínica e cética. Com muito gosto. Cá por casa sou feliz todos os dias, mesmo quando nos aborrecemos. E dia dos namorados, para mim há de ser este fim de semana que devo ir jantar fora com o marido (que já não vamos há 500 milhões de anos).

Anúncios

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s