Maria Radiante

Pelos caminhos de Portugal

4 comentários

Não, não vou falar da crise, calma!

Este post foi pedido pela amiga D. aqui há uns tempos nos comentários e acho que já está a merecer. Isto é uma ode aos caminhos de Portugal e, não falando na crise, mas falando, quando éramos miúdas, eu e a amiga D. andávamos a pé para todo o lado que era para termos euros para ir para o shopping ao fim de semana. E como nos movíamos a pernas, tínhamos sempre de procurar os caminhos mais curtos, mal sabíamos nós que era por andarmos muito a pé que as nossas pernas eram super fantásticas (eu até tinha um apaixonado que me reconhecia pela bela da perna, 100% verdade!), mas a verdade é que para passear (de preferência dentro das horas acordadas com as mães, que era para ninguém saber por onde andávamos – um dia desses eu conto sobre como disse à minha mamã querida que ia até à escola e acabei a telefonar-lhe de Lordelo do Ouro por saber que o autocarro ainda demorava mais de uma hora a chegar à escola e eu daí ainda tinha de ir para casa… a pé… e já estava atrasada… e já sabia que ia ficar de castigo… e fiquei, claro!), tínhamos de descobrir caminhos… e o caminho mais a direito e com menos trânsito incluía sempre, os caminhos de ferro, vulgo linha do comboio. Fazíamos esse caminho para casa da amiga, para a escola secundária onde havia sempre miúdos mais giros do que na nossa escola, fazíamos esse caminho a toda a hora… claro que por ser um caminho pouco frequentado, tínhamos de arranjar maneira de nos defendermos, se fosse preciso, como tal, em primeiro lugar, eu podia estar com a mini saia mais fofinha ou com os calções de ganga mais curtos que isso não interessava nada, as botas de biqueira de aço da Dr. Martens (verdadeiras, gente, não havia cá Dr. Martinez, nem nada do género… a minha panca com as coisas falsas vem de longe) iam sempre comigo e na minha carteirinha de tricô fofinha feita por mim iam um prego e um parafuso daqueles de prender a linha de comboio ao chão… estavam lá soltos e pesavam para burro e eu decidi que se alguém se metesse comigo, levava com a carteira na tromba. Claro que nunca aconteceu e eventualmente deixei de andar com aquilo e guardei no alto da minha escrivaninha e esqueci-me que os tinha até ao dia em que mudámos de casa e o meu pai ao desmontar a escrivaninha me veio perguntar que raio era aquilo… ups… e deitou-mos fora!!! Fiquei possessa! Mas pronto, já passou e se eu quiser muito, posso sempre ir até à linha do comboio ver se arranjo mais qualquer coisinha.

A verdade é que naquela linha raramente passavam comboios e, apesar de irmos passear para sítios não previamente combinados com a família (como é que a minha mãe ia entender se eu com 14 anos lhe dissesse “Mamã querida, lamento, mas na minha escola os rapazes são todos uma seca e tenho de ir até à secundária mais próxima onde os miúdos são muito mais giros e interessantes?” – mal eu sabia que o marido já estudava naquela altura, na mesma escola que eu!!!), sempre fomos cuidadosas e nunca andámos feitas parvinhas a desafiar os comboios.

As nossas famílias educaram-nos muito bem, e apesar dos passeios por sítios que não devíamos, os conselhos e os valores com que fomos educadas sempre estiveram lá.

Um beijinho à amiga D. que pediu o post.

 

Anúncios

4 thoughts on “Pelos caminhos de Portugal

  1. É verdade amiga, nem sempre seguimos os caminhos pelos outros impostos, os caminhos ditos certos… mas o que é certo é que, trilhando o nosso proprio caminho, descobrimo-nos e descobrimos o mundo (mesmo que, nessa altura, o dito mundo fosse apenas a secundaria mais proxima)!
    Adorei o post!
    PS: ja nao me lembrava dos parafusos tamanho gigante… ha ha ha eram tao fixes as nossas viagens!!!

    Gostar

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s