Maria Radiante

Batman

4 comentários

Pois que aqui a Radiante foi ver o Batman, claro. O marido adora super heróis e a Maria começou por gostar por simpatia e agora até gosta mesmo.

O filme está muito bom, mas claro que o vilão deste não é nenhum Joker, nem o ator que interpreta o Bane é nenhum Heath Ledger, mas nem é isso que se vai discutir hoje, minha gente. Nada disso. O primeiro problema é o de sempre, chegamos à bilheteira e escolhemos os lugares, quando chegamos à sala, já lá está alguém sentado… “Desculpe, mas esses são os nossos lugares.”; “Ah… está bem… nós mudamos…”. e sentam-se ao lado… escusado será dizer que cinco minutos depois estavam lá os donos desses outros lugares… e tiveram de mudar outra vez… Minha gente, se o lugar é marcado, vão para o raio do vosso lugar, ou acham divertido andar a saltar de lugar em lugar? Mais, podem sentar no vosso lugar e se realmente não vos agradar, mudem ao fim de 15 minutos de filme para outros que estejam vagos, agora fazerem-no logo é irritante para quem quer ir para o seu lugar e deve ser irritante (digo eu!) andar tipo salta pocinhas…

Ora este mesmo casal quando mudou de lugar pela última vez  tiveram de se sentar mesmo ao meu lado e eu fiquei a ouvir a conversa deles durante o filme… coisa igualmente agradável… eu pago para ouvir a conversa de quem está na sala e não para ver o filme (às vezes até dá jeito, para ter do que reclamar aqui no meu cantinho, ihihih)… Pois que a certa altura, diz a senhora: “De quem é esta casa” – entenda-se, a casa do Batman!!! e lembrem-se, isto é o Batman número três! – ao que responde o solícito namorado: “Ó pá, também não sei.”. Pensamento da Radiante: “Era a casa do BATMAN, tipo, o filme até se chama BATMAN e tudo.”. Respirei fundo e anotei a coisa mentalmente, é claro que tinha de vir aqui parar! Já quase no final ouço a senhora reclamar: “Ainda não percebi que raio anda aquele senhor todo engravatado ali a fazer, aquele Bruce Wayne ou lá como se chama…”, resposta imediata do namorado sabedor: “Não viste o primeiro, por isso é que não sabes, não dá para explicar…”. Resposta interior da Radiante: “Pois que tu também não viste nem o primeiro, nem o segundo, nem fazes ideia do que raio seja o Batman a não ser que era um super herói que se vestia com uma capa como se fosse um morcego,  pior, não fazes é ideia de absolutamente nada porque mesmo que não se saiba nada da personagem, percebe-se facilmente durante o filme! Bolas, o Bruce Wayne, que não dá para explicar quem é, é o raio do Batman!!! A sério que é muito difícil explicar? Pá, bastava dizeres ” É o Batman” e caso encerrado, que raio tem isto de difícil? Não era mais sincero da tua parte dizeres “Não faço a mínima ideia.”?” Não, porque assim já não ia poder dar uma de “Eu é que sou fabuloso e nem vou tentar explicar porque és burra de mais para perceberes que esse gajo é o Batman, eu também sou, mas não vou dar parte fraca…” Desgraçada da rapariguinha que tem um namorado que se quer fazer mais do que aquilo que é. Quando eu não sei, não sei. Pergunto. Fico a saber. Não pergunto. Chego a casa e pesquiso no Google. Mas não faço dos outros idiotas dizendo “Eu sei, mas não te vou dizer porque a resposta é muito complicada de proferir.” Será que ele tem um problema com a palavra “Batman”?

Anúncios

4 thoughts on “Batman

  1. Olá lindona!
    Já me levaste às lágrimas de tanto rir, oh meu Deus, como é que é possivel não saberem que o Bruce Wayne é o Batman? penso que quase toda a gente sabe ou já ouviu falar, assim como o Peter Parker é o Homem aranha e o Klark Kent é o Super homem, até eu, que não sou muito apreciadora de filmes de super heróis ( mas o maridão é, e tal como tu, lá vejo os filmes!), sei! Mas a resposta do namorado sabichão foi demais, realmente é muito dificil de explicar, que o tal engravatado, que dá pelo nome de Bruce, é o Batman!
    Quanto à situação dos lugares no cinema, também já me aconteceu várias vezes, chegava ao sitio, e lá estava alguém sentado, e o pior é que alguns ainda nos dizem que há mais lugares vazios, como quem diz, que nós é que deveriamos ir para outro lado, é do piorio, fico logo nervosa com estas situações, detesto que me lixem quando eu é que estou com a razão! Ás vezes apetecia-me dar logo uma lambada no focinho dessa gente, irrita-me mesmo… mas como sou educada, não o faço!
    Beijinhos!

    Gostar

    • ihihih! pois, deve ser difícil de perceber… e de explicar, então!!! quanto aos lugares já nem tenho pachorra, dantes tentava dizer “ah, não faz mal…” só para não ter de dizer nada, mas hoje em dia já vou entrando na fila a dizer “os nossos lugares são o 7 e o 8, aqueles ali” e como já chego com a cara de poucos amigos que sempre tenho, já ninguém me diz nada, levantam o rabo e pronto 🙂 .
      beijinhos!

      Gostar

  2. Hehe Cromos no cinema, sempre agradável! Pelo menos não era o típico grupo, que tenta dizer piadinhas em tom que toda a gente ouve e sempre sem piadinha nenhuma… a mim costumam calhar-me desses. 🙂

    Gostar

    • realmente, acho que cada um tem a sua sina, a mim calham-me sempre os salta pocinhas e os que ne chutam a cadeira o filme todo, muito me tenho admirado que nas últimas 3 vezes isso não aconteceu!

      Gostar

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s