Maria Radiante

Fim das obras… mais ou menos…

4 comentários

Pois que a Radiante andou em obras no blog. Nunca pensei que transferir um domínio levasse tanto tempo, mas pronto, já está e agora já sei e como tal no próximo ano não cometerei o mesmo erro de deixar para a última porque depois tenho de ficar à espera e isso agrada-me muito pouco.

Também devem ter reparado que o aspeto daqui da casa está um bocadinho diferente… certo. Desde já vos digo que não há de ficar assim muito tempo, mas foi o que se arranjou e até eu aprender a mexer com a nova plataforma aqui do site, fica assim, não dava era para ficar sem escrever que já ando a dar nos nervos de todo o mundo à minha volta é que, querendo ou não, se me queixo no blog das coisas que me irritam, é menos uma vez que o faço junto de quem me rodeia.

Ora que vou já começar a destilar veneno por causa de uma idiotice que vi escrita num dos sítios por onde me passeio.

Já sei que todos já ouviram dizer esta frase, mas, sinceramente, dá-me vontade de estrangular alguém de cada vez que o fazem e, acreditem, vontade não me faltou no outro dia, mas contive-me e pensei “Radiante, o teu blog vai precisar de posts assim que puderes ir lá escrever! Controla-te!”. E foi o que fiz.

Passo a citar: “Sabes que ciências é muito mais difícil que humanidades.”

E eu passo a responder à senhora: é mais difícil com base em quê? Por não ter matemática? Já alguma vez se deu ao trabalho de saber as dificuldades que os alunos que vão para humanidades enfrentam? Alguma vez teve uma aula de latim? De francês nível 8? Ou 6, também serve? Ou sabe muito bem a história toda? Ou quem sabe, alguma vez aprendeu a analisar um texto? Será que experimentou saber o que é uma aula de literatura? E por acaso sabe identificar todos os continentes no globo?

Haja santa paciência, é este tipo de gente que manda idiotas para as áreas das humanidades, convencem-nos de que é mais fácil e depois não se safam e desistem no primeiro período do 10º ano (agora já nem isso podem). Essas gentes ignorantes (porque quem afirma, com toda esta certeza, que uma área é mais difícil que a outra, só pode ser ignorante) deviam era estar sossegadinhas, fechadinhas numa sala a ver o seu Big Brother e sem nunca sair à rua, que era para não contaminarem as mentes mais incautas e que, por lapso, podem, eventualmente, acreditar nestas baboseiras…

Ai que eu já estava a morrer de saudades de vir aqui contar-vos estas coisas. E nem sonham o que mais eu tenho para vos dizer!

Post Sriptum: quem me seguia por e-mail, terá de subscrever a newsletter de novo. Desculpem, mas essa opção, não deu para guardar 😦 .

Anúncios

4 thoughts on “Fim das obras… mais ou menos…

  1. Olá, olá!!!
    Que saudades tinha de ler um post teu, senti a tua falta a semana inteira, que bom que as obras acabaram!
    Concordo contigo, humanidades não é nada facil, mas ainda existem pessoas a jurar a pés juntos que é a mais fácil de todas as áreas, e claro, alguns estudantes acreditam nessa bobagem e seguem, depois arrependem-se, conheci casos assim… enfim, esses lugares por onde te passeias e eu também, encontra-se cada pérola, que era melhor as autoras estarem quietinhas, que estavam bem melhor, mas se não dão as suas opiniões morrem!
    Fico à espera dos próximos posts, fiquei muito curiosa, o que será que vem por aí?
    Beijinhos!

    Gostar

    • às vezes até tenho medo do que vou ler de seguida, mas há algumas autoras que se tocam e acabam por desaparecer, já não me lembro de ver a senhora do “fuma, para ver se não gostas…” e ainda bem! ou se calhar só mudou de nick… ainda bem que sentiste saudades, é porque faço qualquer coisita de jeito, de vez em quando 🙂 . sabes que eu ainda abro o teu blog quase todos os dias na esperança de não ver lá o aviso…

      Gostar

  2. He he… welcome back!
    Compreendo perfeitamente este post! É como dizer: “ah, foste para artes não foi?” quase como “não tens cabecinha para mais nada”… Que fossem assistir a algumas aulinhas de história da arte, ou geometria descritiva, ou estudos de composição… que fossem… 🙂
    Só tenho a dizer, cada macaco no seu galho… Cada área é importante (e difícil) à sua maneira… detesto preconceitos!

    Gostar

    • obrigada!!! sim, é mesmo isso, mas sabes que mesmo assim, humanidades é que é o refugo, porque para ires para artes é porque ao menos tens talento (é na mesma uma coisa mais fácil de se fazer, claramente, porque isso de geometria descritiva é tipo fazer círculos com um compasso, how hard can it be?) em humanidades nem isso. mas sim, é verdade que se vê a pessoa que segue artes como sendo alguém que segue uma área inútil, tanto é que olha o que o ministro quer fazer às disciplinas artísticas… percebe-se, é um gajo super inteligente, vem da matemática e isso sim é difícil à brava.

      Gostar

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s