Maria Radiante

Música dos anos 80

6 comentários

Sou absolutamente viciada em música, já devem ter reparado, certamente. Desde miúda que me lembro de andar a remexer nos discos do meu tio J. – que entretanto decidiu ver-se livre deles e ofereceu-mos todos :), que feliz que eu fiquei por ver a minha estante carregadinha de pedacinhos de memórias de infância!!! – em casa dos meus avós e como é óbvio, era tudo música dos anos 80. Eu tinha três discos favoritos nessa altura que punha a tocar mal chegava lá a casa: a banda sonora do Footloose, o álbum dos Modern Talking – que originava sempre discussões entre mim e a minha prima porque tínhamos de decidir quem ficava com o loiro e quem ficava com o moreno, sinceramente, já nem me lembro qual deles é que eu preferia (mas sou gaja para achar que como sempre preferi morenos, que já na altura devia ser esse o meu favorito), mas a discussão era sempre esta – e o single do Flashdance que tinha a Maniac do Michael Sembello e a What a feeling da Irene Cara – porque será que estes nomes nunca me saíram da cabeça durante estes anos todos… – e que me faziam delirar. Ainda hoje em dia, canto as músicas todas destes álbuns de cor e salteado, ouvi tantas vezes que até sei qual a ordem das músicas. Sei que achava que o Michael Sembello é que era espetacular porque eu pensava que este era o senhor da fotografia do single e que estava com a boca aberta como se estivesse a gritar, também achava, até ver o filme, que a Irene Cara era uma insosa porque nunca tinha visto o filme, mas assumi que a senhora do reverso da capa (que na realidade era a atriz principal) é que era a cantora e como ela estava com cara de insosa, não gostava dela, mas gostava da música. Já o Footloose para mim era algo de extraordinário e já nessa tenra idade achei que ia casar com o Kevin Bacon – que nasceu no mesmo ano que o meu pai, entenda-se!!! – que era giro todos os dias. Passava horas a cantar a música que também se chamava Footloose e dançava aos saltinhos, ao mesmo tempo, porque aquilo é que era.

Eis que chegámos aos Modern Talking que acho que se juntaram aqui há uns anitos para relembrar os bons velhos tempos, mas as bengalas não os devem ter deixado ser bem sucedidos pela segunda vez… Isto, no entanto, não impede que eu passasse dias inteiros a cantar o refrão “you’re my heart, you’re my soul” da música com o mesmo nome ou “cherry, cherry, qualquer coisa” ou ainda o “you can win if you want” que sempre me fez pensar que, de facto, quando se quer, consegue-se vencer. Esta sim, é a verdadeira música de motivação!

Adorava-os de coração, mas à luz do que sei hoje, todos eles eram um bocadinho azeiteiros à sua maneira e o pior é que se olharmos para as capas destes álbuns, estamos a usar exatamente a mesma moda neste momento, bem, ao menos não estamos a usar tudo, tudo, porque encontrei no meu amigo google imagens esta foto que me dá vontade de me atirar de uma ponte e apagar o post para ninguém descobrir que eu gostava de gente que se vestia assim (nem vou comentar os penteados fabulosos), mas juro, que na altura, eles eram giros à brava.

Anúncios

6 thoughts on “Música dos anos 80

  1. Olá! Encontrei o seu blog hoje e já me fartei de rir!
    Eu ainda tenho uma cassete dos Modern Talking, desde a minha adolescência ( tenho 30!)! Nunca me fartava de ouvir e já naquela altura, eu queria ficar com o moreno!
    Adorei este post!
    Beijinhos!

    Gostar

    • eu faço 30 este ano, somos da mesma altura.muito obrigada pelo comentário e espero que cá volte muitas vezes!!! eu tenho o vinil da época que o meu tio me deu :). e o moreno leva a melhor, a prima já me confirmou que discutíamos por causa dele :).

      Gostar

  2. oh não!!!! Como te lembraste disto!!!!
    Essa tua prima também tinha gostos esquisitos (sim … gostavamos as duas do moreno, nunca fui a bola com loiros … ).
    Nem me quero lembrar dessa altura ….. (#liga o youtube e começa a cantar “you’re my heart, you’re my soul” ).

    tenho mesmo muitas saudades desses tempos … do fundo do coração ….

    Gostar

    • e por serem fantásticos é que eu os vou eternizar aqui, se não for para mais nada, a página web continuará aqui ao fim de cinquenta anos. poderão nunca saber quem somos, mas saberão que havia duas primas que passavam a vida a chatearem a cabeça uma da outra, mas por muita chateação que houvesse queriam continuar juntas a chatear :). beijinho grande, prima.

      Gostar

  3. Radiante, sem duvida nenhuma que era o moreno!!!!! Ele era o nosso Jesus Cristo super star!!!! Tenho que te dar os parabéns, pois as tuas cronicas são fabulosas, tb nao tenho duvidas que se algum editor descobrir esta tua pagina, tens contrato na hora.
    Deixo aqui o meu testenunho das pegas das duas mafarricas em casa dos avos Basto!!! Eheheh
    bjokas e continua……

    Gostar

    • :), ó, agora até corei um bocadinho…
      agora era vir o editor, que dava cá um jeitaço!!!
      obrigada e podes vir cá muitas vezes que eu gosto de visitinhas:)
      e pronto, com tanta gente a confirmar que era o moreno como eu suspeitava, já não restam dúvidas, era o moreno, então. 🙂
      beijinhos muito muito grandes!!!

      Gostar

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s