Maria Radiante

Brincos

6 comentários

Ora bem, aqui vai. Eu só tenho um furo e só numa orelha.

Quando tinha os meus 11 anitos pedi à minha mãe que me levasse a furar as orelhas. Sempre tive medo de agulhas, mas a simples ideia de passar a poder usar brincos como uma miúda que eu conhecia (e que um dia me perguntou “Notas-se alguma coisa?” virando-me as costas e como eu era a maior das inocentes e claramente não percebi que era para lhe dizer se se notava o pensinho, respondi: “nota-se as alcinhas do teu soutien, mas trouxeste uma camisola com furinhos, o que esperavas?”. Duh!!!) e que tinha sempre coisas giras nas orelhas, deslumbrava-me e tornava-me imune a qualquer dor. Lá fui cheia de coragem e, ainda a senhora não tinha preparado a máquina, já eu chorava que nem uma perdida. Mas lá fiz um buraco em cada orelha e fiz de conta que estava muito feliz quando, na realidade, só me apetecia desmanchar em lágrimas (outra vez)… Na altura, as opções de brincos não eram muitas – nem eram poucas, era escolher entre dois pares – e tive de trazer uns brincos dourados com uma pedrinha vermelha (a outra opção era uma pérola; hoje em dia uso, quase sempre, uma pérola, mas com 11 anos ninguém quer pérolas nas orelhas!). Ora na altura eu detestava a cor vermelha – agora até acho piada e deixei foi de gostar do cor de laranja – e aquilo deixou-me transtornada. Para somar à desgraça, nessa noite –  e nas seguintes – não dormi nada. Não me podia virar para a direita, nem para a esquerda, restava-me dormir de barriga para cima e nessa posição eu não durmo…

Ao fim de uns dias a coisa estava meio líquida na parte onde tinha o brinco, mas ignorei, deveria ser normal, pensei eu… também tinha as orelhas vermelhas e inchadas e, uma vez mais pensei que fosse normal. Lembro-me de nessa semana ter tirado os brincos e ter posto umas argolinhas de ouro da minha irmã e quando me olhei ao espelho pensei “Pareço uma idiota!!!”, troquei para os brincos vermelhos e relevei o facto de me ter doído imenso este tirar e pôr e ter saído um líquido esbranquiçado e mal cheiroso.

No dia seguinte falei com algumas amigas que entendiam do assunto e que me viram as orelhas e que me disseram: “Credo! Isso está tudo infetado!!!” – e onde andava a mãe no meio disto tudo? Não andava porque não lhe disse: eu queria furar as orelhas mais que tudo, fiz com que gastasse o dinheiro e ainda me ia queixar? É que nem morta!!! -, depois deste comentário em casa de uma delas e uma vez que a partir daquele momento toda a gente me queria ver e mexer nas orelhas, decidi dizer que tinha de ir à casinha. Enchi-me de coragem e tirei os brincos, limpei com papel higiénico e água e nunca mais falei no assunto até uns dois anos depois ganhar coragem para dizer à minha mãe que queria um furo só, mais acima que o normal. “Então, mas não tiraste os brincos porque te doía?”, “Sim, mas agora vai ser diferente.” Claro que sim, ó Radiante!!! Muito diferente! A única parte diferente foi que dessa segunda vez só chorei por uma orelhita e não por duas e passei a desinfetar a coisa em condições.

Haja paciência!!!

Mas, também vos digo, o que eu passei, a desgraçada da minha irmã passou 1000 vezes pior, ao ponto de ter de ir ao hospital para tirar os brincos… e tiveram de a prender e tudo para que pudessem fazê-lo! Ihihih… deve ser genético…

Anúncios

6 thoughts on “Brincos

  1. eu tenho as duas furadas e só posso usar brincos uma vez por mês porque faço alergia a tudo o que é fantasia. só não sou alérgica a ouro mas tambem não gosto

    Gostar

  2. Eu não consegui foi aguentar o piercing no umbigo.. quase 2 anos depois e ainda saía uma gosma, e volta e meia fazia comichão e ficava vermelho.. Uma bela noite tirei-o antes de ir para as aulas (tipo 17h) às 23h quando cheguei a casa, estava completamente tapado… Assim de repente… Já nem me dei ao trabalho de escarafunchar para o voltar a pôr…

    Os brincos, na altura a minha avó paterna disse-me para pôr saliva (da minha e na fase da cicatrização) nos brincos, todos os dias de manhã em jejum… O que é certo é que aliviava a comichão que às vezes dava 😛 agora, não posso é usar daqueles brincos de corrente, que fica metade da corrente para um lado da orelha e outra metade para trás, porque os elos magoam-me a passar no furo, mas só na orelha esquerda… Tenho uma deficiência qualquer, porque ganhei uma bolinha (deve ser genético, porque o meu pai nunca furou orelhas e tb tem 😛 ) e dói.. Os outros brincos posso usar o que me apetecer… Não sei se sou alérgica a fantasia, mas só gosto de prata e ouro branco… 😛

    Gostar

  3. eu tambem tive um piercing no umbigo e tive de o tirar. infecionou de tal maneira que só de olhar doia. tirei-o para desinfetar e em duas horas o buraco tava fechado. tambem nunca mais tentei po-lo. 😉

    Gostar

    • O meu so deitava uma gosma de vez em quando,porque eu espremia 😛 as vezes ficava um bocado vemelhito,mas nada daquelas fotos horriveis na internet, nem foi caso de ir pro hospital por causa daquilo… Mas tb… Com mais de ano e meio, nao era suposto ja ter cicatrizado?

      Gostar

  4. ano e meio? acho que sim lol. o meu foi logo no primeiro mês 😉

    Gostar

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s