Maria Radiante

Anúncios

2 comentários

É aquela parte que todos odiamos quando vemos televisão… demoram imenso tempo, só nos levam a ter vontade de consumir coisas que nem queremos e, pior de tudo, podem induzir-nos em comportamentos menos corretos…

Eu detesto os anúncios de natal, é só bonecada e perfumes, mas enquanto era a bonecada gira dos meu tempos de catraia, ainda vá, tolerava-se, mas aqui há uns anos, algumas figuras surgiram e tomaram conta da época natalícia, já não se vai com o palhaço no comboio ao circo, fazem-se versões rasca de músicas rascas com bonecos virtuais… e os putos abanam-se todos sempre que o dito anúncio aparece. O.K., toda a gente terá direito aos seus gostos, mas eu também e eu não gosto – já estou como a outra “It’s my party and I cry if I want to.” -. detesto este tipo de anúncios em específico, mas detesto todos em geral. Não gosto dos anúncios porque, às vezes, me despertam um lado consumista que eu tento sempre apaziguar.

Mas há anúncios de que eu gosto menos do que todos os outros e os que eu menos gosto são os anúncios mentirosos. Não gosto deste novo anúncio de parceria entre a luz e as compras, porque não nos contam tudo, não dizem que serão novos contratos, não dizem que não permitem determinadas tarifas, não dizem que o dinheiro acumulado tem prazo de um mês… Não dizem um monte de coisas que me irritam… não gosto dos anúncios que prometem dinheiro fácil e já, porque tenho a noção que muita gente recorre a estes sem saber no que se mete, não gosto dos anúncios de venda de ouro porque acho que tentam fazer parecer glamouroso algo que apenas reflete que aquela pessoa o fez por não ter outra saída e certamente não o terá feito de ânimo leve e muito menos estaria radiante de felicidade por vender todo o ouro… Mas há uns que ainda me irritam mais, são os dos comprimidos para emagrecer… sem exercício, sem dieta, nada, é só tomar esta pílula dourada e pronto, por milagre, perderá todos os quilos que tem a mais… então e os hábitos de vida saudáveis? Não é preciso? Então e se se parar de tomar os medicamentos? O que acontece depois? Ganha-se de novo porque continuamos a comer que nem uns lobos e nunca aprendemos a moderar e a comer bem? Pelos vistos é o ideal, porque assim ganham quase todos, ganha a indústria farmaceutica que vende e ganham os médicos que mais tarde tratarão enfartes precoces e afins… há, e ganha a pessoa que os toma, ganha disturbios alimentares e ganha a possibilidade de dar cabo do seu organismo e ganha um vício… Boa? Fumar mata, certo? As drogas fazem muito mal, são altamente viciantes e dão cabo de vidas, o álcool é o responsável por inúmeros acidentes… e os comprimidos para emagrecer são completamente inofensivos e até temos anúncios a promovê-los… É o que se quer…

Tenho dito, detesto anúncios.

Anúncios

2 thoughts on “Anúncios

  1. e mais, eu detesto os intervalos porque eles interrompem sempre a melhor parte dos filmes e quando e a noite, muitas vezes acabo por adormecer durante o interminavel intervalo. o pior de tudo e que a maioria da publicidade e enganosa e ja nao ha pachorra. ate os miudos acreditam que os bonecos fazem tudo o que mostra na tv e quando os compramos e uma tremenda decepcao para as criancas e para nos que gastamos o dinheiro

    Gostar

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s