Maria Radiante

Uma questão de tradução

2 comentários

Espanto-me todos os dias com o quanto gozamos com os nomes que nos aparecem no panorama musical português, sim, porque nem toda a gente se pode chamar “Azeitonas”, ou “2008” – este é brilhante!!! – ou mesmo “Toranja”… Mas desculpem lá, mas por acaso já vimos os nomes dos nossos amigos que falam inglês?

Há uns que se chamam “Cabeça de Rádio”!!! Pelo amor da santa!!! Em que raio estavam a pensar quando lhes surgiu este nome??? “Cabeça de Rádio”???

Há outros que se chamam “Trinta segundos até Marte”… é mesmo muito triste…

Ainda há os que se chamam “Geleia da Pérola”, “Quatro não loiros”, “Smith Aéreo”, “O meu Romance Químico”, “Rainha”, “A Polícia”, “As portas”, “Pilotos do Templo de Pedra”, “Os Quem”, “Alice em Correntes”, “Cadeira de Prata”, “Pedras Rolantes”, “Raiva contra a Máquina”…

E gozamos nós com a criatividade portuguesa. Peço desculpa, mas um idiota que chama a sua banda de “Yes” – “Sim” – não tem qualquer tipo de credibilidade. Haja mais um bocadinho de imaginação!!! Uma das minhas bandas favoritas (para não dizer a favorita, mesmo, porque nos últimos tempos desceu muito de qualidade) chama-se “Live” – “Ao Vivo”. Têm consciência do difícil que é encontrar coisas na internet escrevendo “Live”? Pois, aparece tudo o que for ao vivo, em vez de aparecer a banda que procuro… mas o.k., antes disso chamavam-se “Carinho Público”… do mal, o menos…

Às vezes, quando vou no carro a ouvir rádio, ponho-me a pensar naquilo que estou a ouvir e na tradução para português e se algum dia se derem ao mesmo trabalho, verão o quão deprimente a coisa é. Ainda hoje ouvi uma música cuja tradução do verso inicial é algo deste género: “Estou de ressaca. Uhohooooooh!”. A sério? Estar de ressaca é tão fixe que te apeteceu escrever uma música toda feliz??? Qual Pedro Abrunhosa, qual quê?

Bem, mesmo assim, vou só dar mais uns nomezitos para a lista, porque não resisto: “Os Carpinteiros”, “Os Escorpiões”, “Feito de Ferro”, “Cabeça de Motor”, “A Cura”, “O Padre Judas”… e podia continuar, mas deixo um bocadinho para a vossa imaginação na próxima vez que acharem algum nome de banda em inglês e pensarem que soa muito bem…

Post Scriptum: Desafio-vos a descobrirem os nomes originais das bandas não identificadas 🙂 . Quem vai conseguir reunir o maior número de bandas certas? Ihihih.

Anúncios

2 thoughts on “Uma questão de tradução

  1. Amiga, conheço as bandas todas que falaste… mas realmente uma pessoa nunca pensa em traduzir nomes desses!!!
    Eu fico-me pelo cadeira de prata (silverchair) de alguns anitos atrás…
    Depois fico com algumas dos cabeça de rádio (radiohead) e claro que nunca mais me lembrei da quatro não loiros (4 non blondes) 😉
    Ao menos os Nirvana serão sempre Nirvana…
    Beijinhus grandes

    Gostar

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s