Maria Radiante

Os autocarros são viveiros

2 comentários

Os autocarros são solo muito fértil no que respeita a todo o tipo de particularidades, arranjo lá tanta matéria aqui para o Maria que às vezes até nem sei o que hei de escolher…

Hoje, lá fui deixar o carro ao emprego do marido e segui para casa no dito autocarro. E não, hoje não adormeci porque ia sair numa paragem que não é a minha e tinha de estar atenta.

Primeiro ponto: às vezes os senhores motoristas exageram um bocadinho (muito grande) nas manobras que fazem… duas faixas na mesma via e no mesmo sentido, com semáforo, a da direita obriga a virar à direita, a da esquerda obriga a virar à esquerda, o senhor motorista vai virar à esquerda, está verde, mas a faixa tem muitos carros, a da direita não tem ninguém… fácil, mete-se na via da direita e depois aperta quem está na faixa da esquerda para o deixarem passar… até suei!!! Que medo!

Segundo ponto: no outro dia estava na paragem e fiz sinal para o autocarro parar, cheguei-me à frente, fiquei à frente da porta de entrada à espera que a abrísse, não abriu e seguiu… parou uns metros à frente porque berraram ao motorista para parar… esta fica sem comentários, tem dias em que damos o tilt.

Terceiro ponto: não acho piada que os autocarros se possam atrasar, mas se formos nós a chegar um segundo depois de arrancarem e fizermos sinal, muito motorista não para para deixar entrar… também há os que param e a esses, desde já, o meu muito obrigada.

Quarto ponto: quando estamos na paragem inicial, os motoristas estão, muitas vezes a fazer horas dentro do autocarro e, na minha humilde opinião podiam deixar entrar, especialmente se estiver a chover torrencialmente e a paragem não tiver sequer coberto… já sei que não nos querem aturar, mas caramba!!!

Quinto ponto: alguns motoristas (poucos, aqui acho que vou referir apenas as exceções, mesmo), conduzem como se transportassem gado. O pior caso que apanhei foi no verão de 2010 quando ia de um concerto em Lisboa para a estação de comboio para regressar a casa. O senhor ia tão depressa que eu achei que ia ter um ataque cardíaco, ele subia passeios, ele fazia travagens que parecia que queria que saísse alguém disparado pelo vidro da frente, ele dava curvas como se estivesse a fazer rally… foram os vinte minutos de autocarro mais negros da minha vida e logo em segundo lugar está uma viagenzita de oito horas de regresso do Algarve em camioneta que me deixou agarrada ao banco o tempo todo e nessa até fiz questão de pôr o cinto bem apertadinho que estava a ver a minha vidinha a andar para trás!

Sexto ponto: felizmente, costumo apanhar bons motoristas e conscienciosos, mas que às vezes tenho um bocadinho de medo… tenho.

Anúncios

2 thoughts on “Os autocarros são viveiros

  1. andar de autocarro ás vezes é uma animação amiga, eu que o diga. é cada história que se ouve….

    Gostar

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s