Maria Radiante

Eu vivi a magia dos anos 90 enquanto adolescente

13 comentários

… e garanto-vos que os anos 90 podem ter sido super pirosos, mas eu adorei-os!!! Sim, porque anos 90 não são apenas sinónimo de bom grunge e bom rock, também houve muita azeiteirice pelo meio.

Se acham que não, ora vejam: vivemos na sombra dos adolescentes dos anos 80 que foram super mega fabulosos e logo por aí já estávamos condenados enquanto geração – gente, competir com os anos 80 é praticamente impossível! -, depois veio o apelido fabuloso de “Geração Rasca” – recentemente atualizado para “Geração à rasca” – depois são as músicas da moda que eram absolutamente hediondas, é que dizer que eram más não é suficiente. Quem se lembra de Rednex – Cotton Eye Joe? E quem sabe porque se chamam Rednex? Chamam-se Rednex porque “redneck” é a pessoa que desconhece a civilização na América, é o equivalente do nosso campónio, mas em versão azeiteira. Como é que ouvimos estas músicas nas rádios do nosso país? Aliás, atualmente, todos os dias da semana, por volta das 8.10 da manhã passa na Antena 3 uma música dos anos 90, de tão maus que foram. Certo, também foram os anos que albergaram alguns talentos musicais ímpares, mas mesmo assim, Rednex? A sério? Por favor!!!

Mas os anos 90 foram ainda mais além e lançaram cinco especiarias fabulosas que – eu admito – foram a loucura de todas as raparigas de 13 anos e dos rapazes também, de tão giras que eram! E a minha também. Já sabem de quem falo, nem é preciso dizer mais nada, pois não? O.k., a bem daqueles que não foram adolescentes nos anos 90 eu digo de quem estou a falar, é das Spice Girls! Eu era a Melanie C e a Dora era a Victoria e as outras iam mudando de acordo com a nossa vontade na altura… Sim, amiga, nós éramos um bocadinho mazinhas quando não gostávamos de alguém, não achas? E fazíamos a coreografia da Wannabe que a Dora não gostava porque como era a Victoria só cantava dois versos.

Estão a ver como isto mostra o chunga que era ser-se adolescente nos anos 90?

Mais, os anos 90 foram os anos das rave parties que implicavam sítios escuros –  mesmo que fosse durante o dia – onde se ia dançar. E à falta de melhor e de autorização dos pais para ir à discoteca, como éramos da Associação de Estudantes, organizávamos nós as raves no bufete da escola, sim, porque agora na escola há bares, mas na minha altura eram bufetes e era lá que fazíamos as festas.

Só para terminar este assunto, e remetendo para a minha inspiração de hoje, o vídeo do Techno Viking saiu em 2000, só para celebrar o final dos anos 90, e que bela maneira de terminar uma década, em verdadeira decadência azeiteira!

Mesmo assim, com Rednex, Spice Girls e Techno Viking, acabei por me tornar numa pessoa praticamente normal e quase nem tenho defeitos e gosto de boa música, mesmo depois dos maus tratos sonoros de que fui vítima durante os anos 90.

Wannabe

Anúncios

13 thoughts on “Eu vivi a magia dos anos 90 enquanto adolescente

  1. Eu vivi a magia dos anos 90 enquanto criança, e não poderia ter sido melhor 🙂

    Gostar

  2. eu vivi os anos 90 , …….. por ai …… xDDD

    Gostar

  3. não sei como te dignas a dizer mal da musicas dos anos 90, se calhar ficas mais feliz com a entrada do novo milénio e do bieber e etc’s..

    Gostar

  4. lembraste das spice girls, back street boys looooooool, vá agora acho uma pirosice mas na altura adorava 🙂 e sim hoje em dia tambem me considero uma pessoa perfeitamente normal lol

    Gostar

  5. QUE MA-RA-VI-LHAAAAAAAAA!!!!!
    E que malucas nós éramos.
    Não, não era apenas por gostar de Spice Girls ou de raves no Bufete (se bem que apesar de muito próximas no tempo estas duas realidades foram igualmente bem distantes: de um momento para o outro passámos de roupa larga – muitas vezes do pai – para o look Spice e para a bela da coreografia POP)… Era mais por comer rosas, só porque era diferente, por fazer as nossas próprias festas na AE, só porque era diferente, por nos metermos ao caminho até à Escola mais próxima (outra que não a nossa, óbvio) só porque era a aventura, por fazer batalhar no pino, só porque não conseguíamos fazer (pelo menos eu não conseguia, não me lembro se conseguiste à primeira) mas após muita cabeçada lá saíu uma bem ensaiada coreografia de ginástica rítmica (era assim que se chamava??)… ai, que bons foram os anos 90!!! e a parede de escalada e a viagem ao Gerês… e o banho da outra dado pelos pais… e os inquéritos nos cadernos de capa preta… e o Rei Leão em 500 folhas… e as 500 folhas escritas de madrugada…

    QUE MA-RA-VI-LHA… 🙂

    Gostar

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s