Maria Radiante

Razões para a amizade que a própria razão desconhece – parte II

8 comentários

Hoje estou cética.

Já referi aqui que a amizade é um sentimento que às vezes tem de ser muito bem escolhido e que a amizade incondicional deixa de existir quando deixamos a adolescência. Sou uma felizarda porque posso contar com algumas boas e verdadeiras  amizades. Mas irrita-me que as pessoas me desiludam, porque no fundo apenas significa que me andei a enganar a mim própria e que afinal eu é que perdi o meu tempo. Todo o mundo tem vidas muito ocupadas, mas isso não as impede de terem gestos de amizade. Por exemplo, um amigo interessa-se pelos nossos projetos, certo? Ora o meu blog é um projeto que eu tenho vindo a abraçar diariamente e é algo que contribui para a minha realização pessoal porque adoro escrever. Quase todos os meus amigos já cá vieram espreitar, não espero que cá venham todos os dias, mas pelo menos uma vez de vez em quando seria simpático. Ora, eu escrevo desde o início de agosto (há dois meses e meio) todos os dias e virem dizer-me que nunca veem o meu blog por falta de tempo é triste, no mínimo. E todas as outras pessoas que mesmo sem tempo vêm cá espreitar o meu expressar de criatividade de escrita são idiotas porque gastam cinco minutos absolutamente preciosos por dia a ler estas coisas. Tipo, as pessoas que não têm tempo para nada podiam levar o portátil quando fossem à casinha, assim já não havia desculpa e acreditem que a mim não me faz diferença nenhuma o sítio que escolhem para vir ler o meu blog. A falta de tempo para certas e determinadas coisas é, em última análise, uma desculpa esfarrapada e completamente inadmissível, já para não dizer que eu não sei quem vê ou deixa de ver o meu blog, se não fizerem questão de mo informar vou continuar sem saber. Por estas e por outras é que depois há pessoas que dizem que eu desapareço do mapa e que nunca mais me viram… porque será?

E mais, hoje é um pouquinho mais tarde do que a hora normal de publicação, fui sair e cheguei há pouco a casa, mas a verdade é que me apetecia já estar a dormir, mas a vontade de jamais parar com este projeto é de tal maneira avassaladora que eu teria de estar era mesmo muito doente para ir dormir sem vir cá antes. Podia sempre alegar falta de tempo… mas não o faço. Porque é algo de que gosto e parto do princípio que se certas pessoas gostassem de mim em vez de só se dizerem minhas amigas em título teriam certamente tempo para virem aqui ler as minhas idiotices. Ou se calhar o problema é mesmo esse, serem apenas idiotices e ninguém no seu perfeito juízo perde tempo com idiotices.

É triste quando abrimos os olhos todos os dias e vemos que o mundo está podre e não é nada por causa da crise…

Anúncios

8 thoughts on “Razões para a amizade que a própria razão desconhece – parte II

  1. sim amiga compreendo. eu acabei viciada no teu blog. se não venho todos os dias, nao anda muito longe disso e sabemos uma coisa, adoro. continua…por mim falo, continuarei a vir.

    Gostar

  2. Ó bichinha que desânimo é este??? Não gosto de te ler assim!
    Acho que esta dualidade na amizade com tempo ou sem tempo já tem séculos e tão cedo não acabará. E podemos trocar facilmente a palavra tempo pela palavra carinho! Tenho a certeza que as pessoas que te têm no coração já vieram ver o teu projecto e o fazem com alguma regularidade!!!
    Há alturas melhores e piores na vida de todos nós e tenho a certeza que os teus amigos sem tempo, se te tiverem carinho, cedo ou tarde, darão o ar da sua graça (esperemos que mais cedo que tarde).
    Continua com estas idiotices, que gosto muito delas.
    Um beijo bem grande!

    Gostar

    • ó amiga, nestas bandas nunca há desanimo, até porque de quem veio já eu o esperava. e nós somos prova de que falta de tempo não é desculpa mesmo porque por muito que passemos anos sem nos vermos, quando é preciso arranja-se tempo, ponto final.

      Gostar

  3. Gostei, percebi, mas Deus é grande e nunca te vai deixar de acompanhar, a ti e aos teus projectos, podes sempre contar comigo, e com as pessoas que gostam verdadeiramente de ti, sem hipocrisias.Beijos.

    Gostar

  4. realmente minha filhinha a pessoas que se dizem nossas amigas e por tras de nos e o que se ve mas para mim ja algum tempo que deixei de ter amigas tenho apenas colegas porque as minhas amigas sao as minhas filhinhas genro e marido com esses e que eu posso contar com eles para o bom e para o mau aconselho te abrires mais os olhos para essas tuas amizades rascas como sempre alem de tua mama sou tua amiga de verdade e podes sempre contar comigo amor da minha vida amo te todos os dias mama

    Gostar

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s