Maria Radiante

Perceção do eu

9 comentários

Hoje estou filosófica, ou não…

É o seguinte, eu sou uma rapariga de um metro e cinquenta e três centímetros. Já cresci tudo o que tinha para crescer e sinceramente não me apetece muito crescer para os lados, volta e meia lá há uma borregazita que tenta escapar mas eu corto logo à boquinha e pronto, fica resolvido. Mas o problema, aqui, é mesmo esse, eu tenho um metro e cinquenta e três e é aqui que entra a perceção do eu, ou a maneira como os outros me veem. A maioria das vezes que alguém tem um primeiro contato comigo imagina-me uma pessoa frágil, sossegadita, pequenina (ou piquinina coma diz a amiga Marta), incapaz de se defender… Isto é a primeira perceção que as pessoas têm de mim. E eu até sou uma pessoa sossegada, a expressão mais correta até é “Sem stress!” porque comigo e para mim, tudo se resolve, ponto. Ora o problema é que muita gente tenta passar-me a perna achando que eu sou inofensiva e que nem sequer me vou dar ao trabalho de dizer “Ai”. É aqui que o caldo se entorna largamente. Quem me conhece, sabe que eu sou a miss dos escândalos – só quando necessários, atenção!!! – e muitos dos meus leitores já me viram – e ouviram – levantar a voz sem qualquer problema – ossos do ofício, de vez em quando lá tem de ser – e o que eu mais acho piada é quando dizem que ninguém espera que o vozeirão saia aqui do mini milk. Pois, mas sai. E se eu estiver mesmo chateada, nem adianta darem-me desculpas esfarrapadas que ainda é pior.

Isto tudo para explicar o seguinte: quando é preciso fazer escândalo, o marido já sabe, chama-me a mim para tratar do assunto, porque ele não gosta nada de escândalos, mas sabe que às vezes é preciso perder a cabeça para que as coisas fiquem resolvidas. A primeira vez que o sugeriu foi à madrinha dele, disse-lhe “Dizes à Maria para ir contigo e ela faz escândalo e fica resolvido.”. E eu fiquei a pensar cá com os meus botões: “O meu marido não casou enganado… ele sabe que casou com uma pessoa que de vez em quando faz escândalos… e mesmo assim, casou comigo!!! Homem de coragem!”. Maravilhoso… mas o problema é mesmo esse, é que sempre que é preciso berrar com alguém, sobra para mim. E desde dia dois de outubro que tem sobrado para mim berrar com um serviço que pagámos e que não nos está a ser prestado. Ora, do outro lado do telefone, ninguém me vê, por isso, ninguém me pode percecionar de uma ou outra maneira, podem sim – e fazem-no – partir do princípio que somos ignorantes. E posso não saber tudo, mas ignorante eu não sou, porque já expliquei que ignorante é aquele que não sabe nem quer saber e eu quando não sei pergunto e fico a saber, logo, não sou ignorante. Passando ao que interessa, hoje terminava um prazo legal e se me tornassem a dar a desculpa do “Ainda não sabemos nada…” eu ia descer do salto ao telefone – outra vez – e ia esgotar as leis todas que andei a pesquisar durante a noite para hoje ter o discurso bem preparada na minha cabeça. Até já tinha idealizado toda uma seleção de palavrões camuflados em palavras caras, ia processar toda a gente, ia pedir o livro de reclamações, preparei – literalmente – todo um conjunto de razões para apresentar e refutar cada argumento que me fosse apresentado, sim, porque eu posso ir para a guerra, mas vou com as armas todas.” E a conclusão?” perguntam vocês. Não há, devem ter reparado que eu já tinha a voz a subir (lá está, se vissem o meu metro e cinquenta e três não ficavam com medo) e disseram que até ao final do dia a situação fica resolvida e que se não receber um e-mail para ligar amanhã de manhã que resolvem. Pronto, vou guardar o meu caderno do discurso raivoso na esperança de me enviarem o e-mail prometido.

Se eu fosse um mulherão cujo corpo correspondesse à voz, era mais fácil evitar escândalos…

Anúncios

9 thoughts on “Perceção do eu

  1. como eu te entendo amiga. ás vezes é mesmo preciso um belo de um escândalo para resolver as coisas. e disso tambem entendo pois tambem sou rainha dos escandalos, quando assim tem de ser claro. nao faço escandalos sem motivo, nem procuro motivo para escandalo. mas quando ele vem ter comigo…….ai, eu tambem nao fujo aos palavroes ihihih…começo eu aos berros (e olha que são bem altos) e roda a havaiana :)…mas às vezes tem mesmo de ser. beijinhs

    Gostar

  2. entao ja te resolveram o assunto o que e demais e exagero se tu estiveste a pensar como tinhas que lhes dizer as coisas eu ja me tinha saltado a tampa ora eu nao fosse a tua mama e tambem sei que es educada mas te fazerem de burra que nem pensem porque tu de burra nao tens nada ou queres que faca eu o escandalo bjs amor da minha vida amo te mama

    Gostar

  3. è assim mesmo, quando é necessario, é preciso fazer vêr ou outros que também temos razão.Beijos

    Gostar

  4. fico feliz por teres o problema resolvido amiga…bjs

    Gostar

  5. Realmente só quem não te conhece é que pode estranhar alguma coisa… lol
    Continua assim que estás mt bem! 🙂
    Bjs*

    Gostar

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s