Maria Radiante

Dolce fare niente

Deixe um comentário

Foi o meu lema de hoje, que, em português é mais ou menos o mesmo que dizer que não fiz nenhum. O dia todo. E agora estou cansada de descansar. É que eu até precisava de não fazer nada, porque as quatro viagens de avião numa semana e mais as longas caminhadas diárias deram cabo de mim, mas para mim já chegou ao ponto em que já chega de estar sem fazer nada, o problema é que, entretanto são 23.30 e já está um pouco tarde para ir passear, até porque é terça-feira e não há grande coisa para se fazer a esta hora… acho que vou ali passear até à cidade de caminha, em vale dos lençóis. Conhecem? Que é para completar o dia a não fazer nada com mais do mesmo nada. Mas é que eu até me costumo dar muito bem com o não fazer nada, mas hoje sinto que perdi um dia. Sinto que não fiz nada de útil, até porque se, ao menos, tivesse dormido o dia todo, ainda tinha aproveitado para pôr o sono em dia, mas não. E nem vi os programas idiotas que tanto gosto, nem nada. Só estive no Facebook o dia todo e agora doi-me a cabeça. E perdi o dia. E não me apetece não fazer nada. E não me apetece fazer nada, também.

Pensei que o dolce fare niente era para ser uma coisa boa. Afinal, faz doer a cabeça e cria confusão… Não gosto de dolce fare niente, ou como diz o marido, tenho de ir trabalhar que estar sem fazer nada deixa-me com menos qualidades – que é para não dizer maluca.

Anúncios

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s