Maria Radiante

A eficácia dos serviços ao mais alto nível

2 comentários

Este é dos meus arquivos pré-casamento, mas achei que valia a pena, transcrevo tal como foi escrito no dia 02 de Abril de 2010.

“Ontem fui ao registo civil iniciar o processo de casamento, ou pelo menos era o que nós queriamos fazer… Não iniciamos o processo e para a próxima semana o noivinho vai ter de faltar ao emprego para podermos lá voltar. E a história destes fantásticos serviços portugueses é a seguinte. “Oh menina, não podemos fazer nada hoje, é que os seus dados não estão informatizados.” 2010!!!! Século da informática!!!! Toda a gente tem computador!!!! Serviço simplex!!!! I.R.S. pela net!!!! e os meus dados NÃO estão informatizados?????????????????????? – era o que me apetecia dizer, mas lá pus o sorriso amarelo e fiz “huhum” que é o que eu faço quando a situação já não me está a agradar e quando me começam a faltar as palavras porque me está a apetecer insultar alguém. Mas não fica por aqui, os meus dados de nascimento não estão informatizados, mas o meu noivo que é mais novo que eu um ano tem tudo informatizado e lindo! Então qual é o critério? perguntei eu – “De vez em quando, pegamos num livro e informatizamos”. Apeteceu-me gritar-lhe: “A sério????? É este o critério? O critério é o que aparecer e de vez em quando?” Ou então – minha opção favorita – o pensamento da funcionária quando decide que livro vai informatizar ou não: “1983? Foi um bom ano, nasceram as minhas gémeas, foi cansativo mas um ano de muita felicidade, vou informatizar este ano! 1982? Ui, ainda estava grávida, sempre enjoada e mal disposta, e a azia, credo, a azia! Nem pensar, este informatizo só no fim de informatizar os outros todos, até vai ser depois dos de 1900 que já morreram todos e não vêm cá pedir nada!”

Vamos esperar que nos telefonem para lá irmos… Ridículo!

Ah e a lata da Sra.: “Se tivesse mandado um e-mail [Percebem a ironia da coisa? Têm mail, mas registos informatizados, nem por isso.] a avisar que vinha já tínhamos pedido para informatizar” respondi “Huhum.” Mas apetecia-me responder: “Ouça lá, eu fazia isso se eu soubesse que em pleno 2010 os dados ainda não estão todos informatizados apesar de isto ser quase inacreditável e de eu ter a certeza que só em Portugal é que há registos escritos – com sorte – à maquina ou – já acredito em tudo – à mão!”. Tenho dito.”

Anúncios

2 thoughts on “A eficácia dos serviços ao mais alto nível

  1. Gostei, adorei continua sempre a escrever.

    Gostar

Sejam radiantes! Façam um comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s